Adeus...

 

Eu simplesmente acordei um dia e quis fazer um blog. Foi assim que surgiu O Refúgio de um Foragido, o espaço em que, neste momento, está aberto em seu navegador de internet. Não tinha a mínima idéia de como começar ou para onde ir com este projeto, só havia a certeza de querer sua existência.

 

Os primeiros textos, que podem ser consultados no histórico, são emaranhados de frases e pensamentos dispersos. Tudo transcrito sem o menor cuidado, de forma inconseqüente. Talvez um reflexo de imaturidade, de pensar que os outros se interessariam pelos simples relatos do cotidiano.

 

Os comentários, sejam pessoalmente ou em post, foram muito importantes. Foram eles que ajudaram no desenvolvimento das idéias aqui publicadas e, até mesmo, em um crescimento pessoal. Afinal, conectar o mundo é linkar idéias.

 

Ligar as coisas se tornou minha linha editorial. Tudo o que seria publicado precisava ter um motivo para estar lá e interessante o suficiente para outras pessoas gostarem. Nem que o real pretexto fosse tão subliminar que só eu soubesse. Com isso tentei preservar minha intimidade e meus leitores de assuntos banais.

 

E foi assim que O Refúgio de um Foragido cresceu e durou dois anos aqui, no zip.net. Um grande feito, já que a maioria dos blogs morre em seus primeiros seis meses de existência. Até me admiro com os resultados dos motores de busca, que já apontaram, até mesmo, várias visitas internacionais (até da China!).

 

Minhas idéias, por uma questão de conveniência e organização, começaram a exigir um refúgio mais funcional. Tentei customizar este servidor às necessidades, porém, sem sucesso. Até que encontrei outro canto nesta grande rede mundial, onde pudesse hospedar meus devaneios.

 

Assim, este é o último post, aqui no serviços zip.net da UOL. Talvez ele se torne um jazigo virtual ou, quem sabe, um acervo digital. O material que considerei mais importante ou “melhor” foi junto comigo para o novo endereço, no Wordpress.

 

Por último, queria agradecer a todos que acompanharam tudo por aqui e convidar para visitar novo Refúgio de um Foragido (agora, sem o artigo “o”, mas com o mesmo autor). É só você clicar em qualquer parte desta frase, na imagem acima, aqui, aqui, ou aqui e até mesmo aqui.

 

No mais, nada mais. Até, por aqui, nunca mais.

 

Joel Minusculi

Que agora cuida do http://www.joelminusculi.wordpress.com



Escrito por Joel Minusculi às 20h43
[] [envie esta mensagem] []



[ ver mensagens anteriores ]


Joel Minusculi
Histórico

Categorias
Todas as mensagens
Link
Citação
Devaneios
Escrituraria


Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
Blog do Rogério
Blog da Luciana
Blog do Magru
Blog da Marina M.
Blog da Marina F.
Blog da Patrizia
Blog do Vinicius
Blog do Rafael
Blog da Franci
Blog do Ypê
Blog do Waltrick
Blog do Thiago
Blog da Larissa
Blog do Diorgenes
Blog do Wagner
Blog da Fátima
Blog do Giovanni
Blog do Kadw
Blog da Bia
Blog da Raquel
Blog da Jean
Blog da Marcelle
Blog do Tas
Blog do Noblat
Blog do Kreidlow
Gulp
Omedi
Blônicas
Omelete
Chongas
Malvados
Rebola na Rede
Monitor de Mídia
Gaveta do Autor
Garotas que dizem Ni
Google Analytics
Todays front pages
Banco de dados da Folha
Flogão.com.br/JoelMinusculi
Fotolog.net/JoelMinusculi
Meu profile de Orkut



WhoLinks2Me

Diretorio 100% brasileiro
3108 This!
THE BOBs
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons


My blog is worth $4,516.32.
How much is your blog worth?